Médicos são capacitados para utilização de novo sistema de marcação de exames

Foi realizada nesta quarta-feira, 14, pela manhã, a primeira de uma série de quatro capacitações sobre a utilização do sistema do Telessaúde. Ao término dos quatro encontros, que serão finalizados na quinta-feira, 15, a tarde, os médicos das unidades de saúde e policlínicas de todos os distritos sanitário de Natal terão sido capacitados e treinados na utilização do novo sistema.
As capacitações, realizadas na sede local do Ministério da Saúde, são uma parceria com o Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS), da UFRN, e foram ministradas por Karla Coutinho, pesquisadora do LAIS. O Programa Telessaúde Brasil Redes é uma ação nacional, dividida em núcleos estaduais ou regionais, que visa melhorar a qualidade do atendimento no Sistema Único de Saúde (SUS).
“O Telessaúde está aqui como ponte para facilitar o desenvolvimento da marcação da Secretaria Municipal de Saúde” declarou Karla. O Núcleo de Telessaúde RN/PB está implementando agora o sistema na rede de saúde de Natal, em parceira com o Departamento de Atenção Básica (DAB), Departamento de Atenção Especializada (DAE) e Departamento de Regulação, Avaliação e Controle de Sistemas (DERAC).
Atualmente o principal objetivo do projeto é proporcionar mais critérios para a solicitação de exames e discernir melhor as prioridades, agilizando o processo para quem mais precisa. Atualmente, o primeiro tipo de exame que poderá ser solicitado pelo Telessaúde será a colonoscopia.
O fluxo de marcações agora será iniciado pelo médico atendente, que insere a solicitação no sistema de Telessaúde. Depois, a solicitação será avaliada pelo Regulador de Exames, membro do Núcleo Telessaúde RN/PB e também um profissional médico.
Uma vez aprovada, será acessada pelos Reguladores da Central de Regulação, servidores da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), que então marcam o exame no SISREG, de acordo com os critérios apontados anteriormente por ambos profissionais da saúde. Os profissionais, médicos e enfermeiras, que trabalham como Reguladores da Central de Regulação foram capacitados em outubro de 2017.

 

Fonte Mais Noticias