Aumento de alvarás – Construção civil reclama da Prefeitura

Se o aumento das taxas de alvará de funcionamento está causando o maior bafafá entre setores produtivos e a Prefeitura de Fortaleza, como bem vem expondo a jornalista Neila Fontenele em sua coluna no O POVO, imagine o quiproquó com as taxas de alvará para construção… a coisa pega.

Segundo o presidente do Sindicato das Construtoras do Estado (Sinduscon), André Montenegro, a entidade quer o diálogo para resolver “absurdos” nessa esfera. “O alvará oscila de acordo com a metragem e outros fatores, mas há casos, por exemplo, em que um valor que custava R$ 11 mil subiu para quase R$ 80 mil, o que é um exagero”, observa ele.

Montenegro explica que o segmento quer pagar taxa e não encarar a cobrança como mais um imposto, pois anual, e pesa como insumo num setor da construção civil já em clima de arrocho por conta do mercado em recuperação. Ele garante que as construtoras querem o diálogo franco e aberto e nada de tapetão.

Com esse objetivo, está marcado um encontro da Prefeitura com o Sinduscon já para o próximo dia 22. A ordem é, pelo menos, aliviar essa pá de cal.

 

Fonte Blog do Eliomar