Dois municípios cearenses são selecionados para participar do programa Cartão Reforma

O Ministério das Cidades divulgou, nesta terça-feira (17), uma lista com 162 municípios selecionados para participar do programa Cartão Reforma neste ano. O programa dá a famílias carentes até R$ 9.646,07 para aumentar ou reformar a casa. A previsão é que elas recebam, juntas, R$ 178,5 milhões. O governo ainda deve divulgar neste ano mais duas listas de municípios selecionados para participar do programa. Ao todo, devem ser distribuídos R$ 685,5 milhões em 2018.

No Ceará serão beneficiadas as cidades de Fortaleza e Maranguape. Na Capital, serão beneficiados 610 famílias dos bairros Conjunto Palmeiras, Barroso (Unidos Venceremos), Vila Velha e Comunidade Morro da Vitória, com recursos de R$ 3,5 milhões. Em Maranguape, as comunidades beneficiadas são: Novo Maranguape, Novo Parque Iracema e Santos Dumont, totalizando 150 famílias e recursos totais de R$ 862 mil

O Cartão Reforma é um benefício pago pelo governo para compra de materiais de construção. A ideia é que as famílias possam reformar, aumentar ou terminar de construir a casa própria. Para ter direito ao benefício é preciso que a renda bruta da família seja de, no máximo, R$ 2.811; ter mais de 18 anos ou ser emancipado; ter celular habilitado para receber SMS; ter apenas um imóvel e morar nele; ter condições de fornecer mão de obra, equipamentos e ferramentas para as obras.

Para escolher quem terá direito ao Cartão Reforma será levada em conta a situação socioeconômica da família e o quanto as casas precisam de melhorias. Terão prioridade as famílias com renda mais baixa, que têm pessoas idosas ou com deficiência ou que tenha uma mulher como responsável.

O limite máximo é de R$ 9.646,07 por família. O valor não é um empréstimo, portanto, não será preciso devolver o dinheiro ao governo. Porém, o beneficiário fica responsável por fornecer mão de obra, equipamentos e ferramentas para executar a obra.

A prefeitura deverá fazer o cadastro das famílias que vivem nos bairros selecionados e, depois, decidir quais vão receber o Cartão Reforma. O governo ainda não definiu como será esse processo. Depois que a lista de beneficiários estiver fechada, deve demorar cerca de 30 dias para o cartão ficar pronto. Ele será entregue na casa das famílias escolhidas. As famílias interessadas em participar do programa deverão se inscrever diretamente na prefeitura de sua cidade, segundo o Ministério das Cidades.

 

Fonte Ceara Agora