Corrida aos postos causa superlotação e falta vacina nos postos de saúde da capital

A procura pela vacina contra a influenza A H1N1 provocou superlotação nos postos de saúde de Fortaleza e, em diversas unidades, faltaram doses do medicamento nessa terça-feira. No posto de Saúde Irmã Hercília Aragão, no Bairro São João do Tauape, por exemplo, a vacinação foi interrompida por volta das 9 horas, devido à falta das doses.

Fortaleza teve 80 mil pessoas imunizadas contra a influenza A H1N1, entre a sexta-feira, quando começou a campanha na capital, e o domingo. A Secretaria de Saúde informou que mais doses da vacina serão distribuídas para os postos da cidade.

Já a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) informou que o estado recebeu do Ministério da Saúde 29% das doses da vacina. Durante toda a campanha serão fornecidas vacinas para 2,6 milhões de pessoas que fazem parte dos grupos prioritários.

 

Fonte Ceara Agora