PF prende homem que empregava nordestinos em condições análogas à escravidão

Uma operação da Polícia Federal de Sorocaba (SP), realizada na manhã dessa terça-feira, prendeu temporariamente um homem suspeito de agenciar trabalhadores que eram colocados em situação análoga à de trabalho escravo em Salto, interior de São Paulo.

Segundo informações da PF, a ação está relacionada a uma operação do Ministério do Trabalho de São Paulo realizada em março, quando 28 trabalhadores foram resgatados na cidade.

O suspeito agenciava trabalhadores, levados do interior do Ceará, para realizar venda de laticínios – queijo e iogurtes – de porta em porta em Itu, Porto Feliz, Elias Fausto, Capivari, Salto, Sorocaba e Boituva. Ainda conforme a PF, as pessoas agenciadas não tinham condições dignas de trabalho, como moradia e higiene.

Na época do resgate, o Ministério Público elaborou um auto de infração que confirmou o trabalho escravo e um Termo de Ajustamento de Conduta foi firmado com o proprietário, que se comprometeu em pagar indenizações aos trabalhadores e mandá-los de volta para casa.

O homem responderá criminalmente pelo crime de trabalho escravo, cuja pena prevista no Código Penal brasileiro é de 2 a 8 anos de reclusão.

 

Fonte Ceara Agora