Ceará debate esta semana computação forense e direito digital

O Ceará vai sediar um dos maiores encontros na área de computação forense e direito digital, no próximo sábado (5). Trata-se da Cofforense – Conferência de Café com Forense. Durante todo o dia, de 8h às 18h, palestras com renomados peritos do Brasil. Nessa edição, serão tratados temas como análise de malware, identificação de plágio de software, análise de vídeo e imagens digitais.

A promoção é da Associação de Peritos em Computação Forense (Apecof), que tem na presidência o cearense Marcos Monteiro, professor e coordenador de pós-graduação em segurança da informação e ciências de dados da Unichristus. Ele é dos consultores que deram respaldo técnico para elaboração do projeto de lei conhecido como Lei Maria da Penha na Internet, ou Lei Rose Leonel, que pune com mais rigor a disseminação indevida de material íntimo, mais conhecida como pornografia da vingança (revenge porn).

Entre os palestrantes, o perito criminal federal de informática que participou da operação Lava Jato, Gustavo Vilar, que vai tratar dos desafios computacionais da Lava Jato. Outro palestrante de destaque é o professor gaúcho Evandro Dalla Vecchia, que vai falar sobre “Casos e causos da perícia digital”. Perito criminal na área digital do Instituto Geral de Perícias, do Rio Grande do Sul, ele é autor do livro “Perícia Digital – da investigação à análise forense” e professor em cursos de formação e aperfeiçoamento de peritos criminais, delegados, inspetores, escrivães e policiais militares.

O advogado especialista em direito digital e perito em informática no Tribunal de Justiça de do Estado de São Paulo, José Antônio Milagre, vai palestrar sobre “Tendências em crimes informáticos e desafios na requisição de registros para apuração de autoria”. Ele é autor dos livros “Marco Civil da Internet: Comentários à Lei 12965/2014” e “Manual de Crimes Informáticos”.

“Fake news: artifícios para identifiar se a imagem é fake ou não” é o título da palestra do professor Edson Cavalcanti, vice-diretor executivo da Apecof com experiência na área de processamento digital de sinais, com ênfase nas imagens, reconhecimento de padrões e inteligência artificial. Já o professor Inácio Gorayeb ministrará palestra sobre “Plágio de software, nem tudo que parece é”. Ele é perito em análise comparativa de softwares, especialista em teste de software.

O evento ainda contará com a participação do capitão Daniel Mourão, chefe da Seção de Segurança Cibernética do 52º Centro de Telemática do Exército Brasileiro. Ele vai falar sobre “Análise de malware – um estudo de caso”.

Marcos Monteiro, anfitrião e idealizador do evento, vai falar sobre “Windows registry – amigo íntimo do perito”. Perito ad-hoc em casos de grande repercussão na justiça cearense, foi também colunista do Diário do Nordeste, respondendo a dúvidas na área de informática. Ele mantém contato com leitores por meio do site que leva seu nome – www.marcosmonteiro.com.br -, dando dicas sobre computação forense.

Segundo o presidente da Apecof, durante todo o dia haverá oferta de café gourmet, pois a cafeína está entre as predileções do pessoal que trabalha na área digital.

SERVIÇO

COFFORENSE – Café com forense
Dia 5 de maio, de 8 às 18h
Rua João Adolfo Gurgel, 133 – Auditório principal da Unichristus
Ingresso: R$ 35 + uma lata de leite em pó

 

Fonte Blog do Eliomar