IBGE: Ceará é o maior produtor de castanha de caju do País

De acordo com a Pesquisa Agrícola Municipal – PAM, em 2020 a área ocupada com cajueiro no Brasil foi calculada em 426,1mil ha, sendo 99,7% dessa área localizada no Nordeste. A Região respondia por quase toda a produção nacional da castanha de caju (99,39%), que em 2020 chegou a mais de 139 mil toneladas.

No Ceará, a castanha de caju ganha importância, já que o Estado é o principal produtor brasileiro e seu cultivo traz grandes benefícios ambientais, sociais e econômicos. Dos 184 municípios cearenses, esse produto era cultivado em 153 deles (83,2%), ocupando o terceiro lugar em área cultivada no estado em 2020, sendo ultrapassado apenas pelo milho e feijão, que são cultivados em quase todos os municípios.

O município de Beberibe obteve a maior quantidade produzida no estado, seguido por Bela Cruz, Ocara e Cruz.

Maiores produtores de castanha de caju no Ceará em 2020
MunicípioQuantidade produzida (toneladas)
Beberibe (CE)8.745
Bela Cruz (CE)8.392
Ocara (CE)5.770
Cruz (CE)4.111
Cascavel (CE)3.995
Itapipoca (CE)3.993
Aracati (CE)3.921
Chorozinho (CE)3.481
Barreira (CE)3.429
Itarema (CE)3.269
Fortim (CE)3.191

Mesmo se mantendo na liderança nacional de produção da castanha de caju, o estado apresentou uma redução na quantidade produzida, quando comparada a 2019 (-2,83%). Ao longo dos últimos dez anos, a produção da castanha vem tendo grandes variações, com a maior produção registrada em 2011, de 111,7 mil toneladas, e a menor registrada em 2016, com 30,9 mil toneladas.

Quanto ao valor da produção, em 2020, a castanha de caju ocupou a 6ª posição dentre os produtos levantados pela Pesquisa Agrícola Municipal (PAM), sendo ultrapassado apenas pelo Milho (em grão), Tomate, Feijão (em grão), Banana e Maracujá.

Mesmo com a redução na quantidade produzida, houve um aumento expressivo do valor de produção alcançado com a produção da castanha de caju (9,44%) na comparação com 2019.

(*)com informação do IBGE

 

 

 

Fonte: Ceará Agora