Termina, nesta sexta-feira, prazo para atualização de dados cadastrais de beneficiários do Auxílio Brasil

O prazo do Ministério da Cidadania para beneficiários do Auxílio Brasil não atualizam seus registros no Cadastro Único (CadÚnico) termina, nesta sexta-feira, e quem não confirmar as informações corre o risco de perder o pagamento mensal — que destina, atualmente, R$ 600 a famílias em situação de vulnerabilidade.

O valor de R$ 600 será pago até dezembro deste ano e, a partir de janeiro, o benefício volta a ser de R$ 400. As famílias contempladas com o Auxílio Brasil que não realizem o recadastramento terão, em novembro, os seus benefícios bloqueados para saque. O assunto ganha destaque no Jornal Alerta Geral, com a participação do repórter Sátiro Sales.

Segundo o Ministério da Cidadania, foram convocadas para passar por revisão cadastral mais de 1 milhão e 400 mil famílias inscritas no Cadastro Único em todo país, sendo 757 mil beneficiárias do Auxílio Brasil. Em setembro, cerca de 263 mil famílias beneficiárias do programa ainda não haviam atualizado seus dados.

O prazo inicial, para atualização dos dados dos beneficiários, acabaria no dia 15 de julho, mas foi prorrogado para 14 de outubro pelo Ministério da Cidadania, responsável por coordenar o Auxílio Brasil. Apesar das longas filas observadas em todo país nos Centros de Referência e Assistência Social (Cras), órgãos responsáveis pelo preenchimento do CadÚnico, o Ministério da Cidadania não informou se o prazo será prorrogado novamente.

Fonte: Ceará Agora